OraçãoVida Cristã

Seis razões erradas para verificar o seu telefone pela manhã

Nossos celulares agora vão junto conosco para onde quer que seja – estão por toda parte. E isso significa que a maioria de nós dormimos com os nossos telefones ao lado, no quarto, o celular nos acorda, acompanha os padrões do sono e nos torna disponíveis em caso de uma emergência. Todos esses benefícios são maravilhosos. O problema surge quando o telefone está dentro do alcance de nosso braço e nós o agarramos por força do hábito para verificar e-mail ou mídia social, em estado semiconsciente da inércia do sono – diante de nossos olhos meio “grogues”.

Em nossa pesquisa de 8000 leitores da desiringGod.org, mais da metade (54%) admitem verificar seu smartphone dentro de minutos após acordar. Então perguntamos “você é mais propenso a verificar e-mail e mídias sociais antes ou depois de suas disciplinas espirituais pela manhã?” e 73% responderam antes.

Nós não precisamos de gráficos para sabermos que somos rápidos para o Facebook e lentos para Deus, este impulso é um problema e John Piper está certo quando diz: “Eu sinto que tenho de me salvar todas as manhãs. Eu acordo e o diabo está sentado bem na minha frente.”

Essa é uma maneira surpreendente para falar sobre o desafio diário da vida cristã. Dito de outras palavras, seja no que for que concentremos nossos corações, na primeira parte da manhã, isso irá nos moldar para o dia inteiro. Então, por que somos tão rápidos para verificar e-mail e mídias sociais na parte da manhã e tão lentos para gastarmos tempo com Deus e sua palavra?

Por que somos tão propensos a clicar em nossos telefones antes de fazer qualquer outra coisa? Pensei em seis possíveis razões.

Parece-me que todas estas seis coisas estão enraizadas ao pecado, e não no desejo de servir ao próximo ou a Deus. Eu os coloquei assim, por que acho que o Grande Mandamento define a agenda para as nossas manhãs, nosso meio dia e nossa noite. Devemos amar a Deus com todo o nosso coração, alma, mente e força quando acordamos. E estamos nos preparando para amar nosso próximo como a nós mesmos (Mt 22.37-40 ).

Poucos de nós acordamos de toda a nossa alma para amarmos a Deus e as pessoas. Então, aqui estão os meus seis palpites para isso acontecer, muitos de nós somos atraídos quase por vício ao consultarmos os telefones pela manhã. Os três primeiros eu chamo “motivos doces”. O segundo de três eu chamo “motivos de evasão”.

Motivo 1: Doces Novidades

Nós simplesmente gostamos de ouvir o que está acontecendo de novo pelo mundo e novidades entre os amigos. O que aconteceu desde a última vez que olhou para o mundo? A maioria de nós queremos ser o primeiro a saber algo, então não assumiremos uma postura humilde em dizer algo que as pessoas já saibam. Talvez, assumiremos o papel de informantes, ao invés de pessoas pobres ignorantes que precisam ser informados sobre o que aconteceu, e se estas pessoas tivessem sido espertas, teriam olhado sua mídia social mais cedo.

Motivo 2: Ego

O que as pessoas disseram sobre mim desde a última vez que olhei? Quem tomou conhecimento dos meus posts? Quem me adicionou? Em nossa condição caída e pecaminosa, há uma apreciação excessiva do ego que deve ser suprida. Alguns de nós somos bastante fracos, feridos, frágeis, inseguros, que qualquer menção sobre nós nos faz sentirmos bem.

Motivo 3: Entretenimento

Na Internet, há um fluxo interminável de coisas fascinantes, estranhas, maravilhosas, chocantes, belas imagens, citações, vídeos, histórias e links. Muitos de nós estamos agora viciados na necessidade de algo surpreendente e bizarro. Assim, pelo menos esses três motivos “doces” estão dentro de nós ao acordarmos e temos esses desejos de procuramos satisfazer com nossos telefones.

Em seguida, existem três motivos de “evasão”. Em outras palavras, estes não são desejos positivos para as coisas.

Motivo 4: Evasão do Tédio

Nós acordamos pela manhã e o dia pela frente parece ser chato. Não há nada de emocionante para acontecer e pouca motivação para sair da cama e, claro, a alma humana odeia um vácuo. Se não há nada de significativo e positivo pela frente para nos preencher, alguma forma de esperança em nossas almas, então vamos usar nossos telefones para evitar ficarmos entediados.

Motivo 5: Evasão de Responsabilidade

Cada um de nós temos um papel a cumprir: pai, mãe, chefe, empregado, que seja o que for. Há cargas que caem sobre nós o dia todo, decisões que devem ser tomadas sobre os filhos, sobre a casa, o carro, as finanças, e dezenas de outras coisas. A vida é cheia de grandes responsabilidades, nos sentimos fracos para elas, e ficamos ali deitados na cama sentindo medo – talvez até sentindo a pressão sobre nós. Não somos atraídos para este dia, então preferimos evitá-lo por mais cinco ou dez minutos. E o telefone nos ajuda a adiar o dia.

Motivo 6: Evasão da Dificuldade

Você pode estar em uma época da vida em que tudo que você encontra ao sair da cama é dificuldade, conflitos de relacionamentos, ou problemas com doenças, os amigos estão contra você, você sente dor nas articulações e mal consegue sair da cama porque dói muito, e é bem mais fácil ficar ali um pouco mais. O telefone acrescenta na fuga.

Então esses são os meus palpites pelos quais muitos de nós somos atraídos para consultar nossos telefones ao acordarmos – motivos doces e motivos de evasão. Mas vamos pensar: suponha que você abra seu telefone imediatamente na parte da manhã, e você é o primeiro a ler uma notícia horrível? Ou que se na sua busca de suprir o ego, você encontra pessoas falando mal, pessoas odiado você? E você gastando cinco minutos obtendo entretenimentos pela manhã, em vez de enfrentar as responsabilidades do dia, e você percebe que ao final desses cinco minutos que eles te fizeram de bobo, te humilharam e foram imaturos de espírito? Valeu a pena?

O que nós queremos em nossa rotina matinal é sermos cheios do Espírito Santo. Queremos algo que nos dê um zelo pela glória de Cristo no trabalho por vir. Queremos ser reforçados para enfrentarmos as dificuldades que o dia poderá trazer. Queremos algo que nos dê coragem, algo alegre para contarmos aos outros, superiores a nós mesmos, e buscar a verdadeira grandeza, como Jesus disse, ao tornar-se o servo de todos (Mateus 20.26-28). Essa é a nossa verdadeira agenda na parte da manhã

Precisamos de nossas manhãs
Poucos de nós acordamos fortalecidos para fazermos todas essas coisas gloriosas. Assim, o novo curso da manhã, é exposto pelos Salmos.

Pela manhã ouvirás a minha voz, ó SENHOR; pela manhã apresentarei a ti a minha oração, e vigiarei. (Sl 5.3)

Deixe isso ser a primeira coisa a sair de sua boca pela manhã, enquanto você ainda está no travesseiro, “grite” a Deus: “Eu te amo, Senhor. Eu preciso de você. Ajuda-me, Senhor.” Esse é o primeiro grito da minha boca pela manhã. Eu preciso de você outra vez hoje. Em seguida, prepare um sacrifício a Ele. Meu sacrifício é meu corpo e minha atenção dedicada a Ele.

Faze-me ouvir a tua benignidade pela manhã, pois em ti confio; faze-me saber o caminho que devo seguir, porque a ti levanto a minha alma. (Sl 143.8 )

Eu estou à procura da benignidade de Deus, estou à procura por dEle e de sua palavra.

Farta-nos de madrugada com a tua benignidade, para que nos regozijemos, e nos alegremos todos os nossos dias. (Sl 90.14)

Então nós lemos as palavras inspiradoras de Deus para revelar Sua misericórdia e Sua orientação para a nossa vida, com um profundo sentimento de satisfação em nossas almas de que Deus é belo e cuida de nós.

Os meus olhos anteciparam as vigílias da noite, para meditar na tua palavra. (Sl 119.148)

E quão preciosos me são, ó Deus, os teus pensamentos! Quão grandes são as somas deles! Se as contasse, seriam em maior número do que a areia; quando acordo ainda estou contigo. (Sl 139.17-18 )

Antes de ir para a cama hoje à noite, faça algumas escolhas e alguns planos para libertar-se dos hábitos que tem sido arruinadores e empenhe-se em fortalecer suas manhãs.

Tradução: Daniele Bosqueti em Jovem Reformado

 

Tags

Bom Caminho

Bom Caminho existe para proclamar as boas novas de Cristo, fornecendo conteúdo puro e simples da Palavra de Deus através de cursos teológicos, literatura, e conteúdo online gratuito.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desativando o bloqueador de anúncios